Critérios de Noticiabilidade na TV portuguesa

Quando a televisão começou, nos anos 30, a inquietação era saber se constituiria um progresso civilizacional ou se seria a decadência. A televisão é alvo de paixões e ódios, mas aquilo com que todos concordam é que a televisão provocou profundas alterações a nível social, económico e político. Em [1] Marçal Grilo afirma que “há uns 50 anos, pensou-se que a televisão, com toda a capacidade que tem para colocar em casa das pessoas imagens e sons, era um meio poderoso para educar e cultivar os espectadores (…) mas ao menos evite-se fazer tudo ao contrário do que se pensou que a televisão podia ser”.

Isto porque, ao longo dos anos, a televisão foi substituindo a sua função de educar, informar e distrair pelo lema “distrair, convencer, vender”. As estações de televisão generalistas transformam o seu objectivo em lucro e daí que a programação difundida se interesse apenas em captar audiências. Em [1] Eric Mace refere que “não é a televisão que impõe programas ao público, mas o público popular que impõe a programação através dos índices de audiência (…) não é o público que se parece com a televisão, mas sim a televisão se parece com o público”.

A escolha do tema deste artigo científico impôs-se por esse motivo. Isto é, cada vez mais se verifica que a televisão e, neste caso, os telejornais, dão mais atenção e mais tempo de antena à esfera privada e afectiva da sociedade. Como refere Pierre Bordieu em [1] a televisão dos anos 90 ambiciona atingir o maior número de audiência, através da exploração dos seus gostos. Houve, assim, uma passagem da “paleo-televisão” para a “neo-televisão”, ou seja, de uma televisão que se centra na esfera pública e racional para uma televisão que se baseia na esfera privada e afectiva. Ou pode ainda dizer-se, de uma televisão que se assume como um espaço de formação para uma televisão que agora serve apenas como espaço de convívio.”

O texto completo em:
http://comunicar-o-jornalismo.blogspot.com/
(10.02.2007)

Advertisements

Comente este artigo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s