"O genérico é o bilhete de identidade de qualquer programa"

«Longe vão os tempos em que os programas tinham início com pouco mais do que o nome escrito em cartões. Actualmente as estações dão a mesma importância ao genérico que ao programa, reclamando a si a tarefa de os conceber ou intervindo directamente, nos casos em que são produzidos externamente à empresa.»

Notícia completa no Jornal de Notícias (02.05.2007)

Advertisements

Comente este artigo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s