TV / Internet – Convergência e possíveis modelos de negócio

A indústria está perante um 2º “switchover” digital com a convergência da TV e da Internet conectadas através de tecnologias como Youview, GoogleTV e Apple TV. Esta é a convicção de Adam Crozier, CEO de um dos canais comerciais mais importantes do Reino Unido, a ITV.

De facto creio que, cada vez mais, o futuro será a integração das plataformas internet e TV em qualquer dispositivo que possamos utilizar. Até porque o consumidor/ utilizador quer ver conteúdos, independentemente de em que dispositivo o vê. O que parece ser a tendência é que irá vê-lo no melhor ecrã disponível. E a TV só tem a ganhar em chamar a si as potencialidades de interactividade e pesquisa da Internet.

No entanto, discordo de Adam Crozier quando ele apresenta como alternativa à publicidade um sistema de mircopagamentos. Claro que se oferecer um produto premium, para além do que é exibido no éter, o consumidor poderá vir a pagá-lo mas não creio que se possa esperar pagamentos quando o produto é o mesmo que foi exibido no canal pois, nesse caso há que ter em conta, como diz o briefing “a possibilidade que os consumidores terão através das boxes de gravar e guardar horas de conteúdos que poderão ver gratuitamente mais tarde“. Creio que o caminho passará por gerar valor acrescentado aos conteúdos que são exibidos no canal ou por reforçar o valor da publicidade uma vez que, estando o mesmo conteúdo disponível em mais plataformas, é suscetível de ser visto por mais pessoas (ou pelo menos de não ser visto por menos pessoas o que poderia acontecer devido à desagregação dos públicos e à fuga de alguns para outras plataformas).

De qualquer forma, creio que as palavras-chave são valor acrescentado uma vez que o consumidor/ utilizador só aceitará pagar por uma coisa que lhe acrescente algo pois, para ver TV ele só tem de comprar um televisor e ligá-lo (para além da taxa do audiovisual, etc), ou de pagar por um serviço de subscrição, ele não paga por cada vez que quer ver um conteúdo neste dispositivo e nem espera que lhe peçam isso.

Fonte: Jornal Briefing a partir do Omnicom Media Group

Anúncios

Comente este artigo

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s