Novas alterações no Facebook

 

Estrutura dos anúncios e publicidade para mobile

O Facebook anunciou uma nova estrutura de campanhas com o Bidding, Targeting e Placement a passarem para o nível de Ad set, ficando apenas a criatividade ao nível do anúncio. A nova estrutura será lançada a partir de Setembro e ficará assim:

  • Campaign: Objective
  • Ad Set: Schedule, Budget, Bidding, Targeting and Placement
  • Ad: Creative

Alterações na estrutura de anúncios no Facebook

A rede social de Marck Zuckerberg anunciou também uma ferramenta que permite segmentar os anúncios com base na força do sinal de rede do dispositivo, ou seja, será possível limitar anúncios com grande carga de dados, como vídeos, para os utilizadores da rede social que tenham ligação forte à rede, como o 4G e disponibilizar anúncios mais leves para quem possua ligações mais fracas. A ferramenta estará acessível na área “Criação de Anúncios”, no “Power Editor” e na API.

Newsfeed: Links e combate ao click baiting

Exemplos de links em postsO Facebook vai actualizar o newsfeed e dar prioridade a links directos (com pre-visualização) em vez de links por escrito ou acompanhados de uma imagem. A rede social percebeu que os primeiros eram clicados mais vezes e, por isso, passa a dar-lhes mais prioridade no alcance orgânico.

click baiting é composto por cliques em posts no newsfeed que não transmitem informação completa e que levam ao clique para saber do que se trata, muitas vezes nem correspondendo ao texto do post. Este tipo de posts vão passar a ter menos importância.

O Facebook vai analisar o tempo de leitura na página de cada link destes posts e vai dar prioridade àqueles em que a pessoa estiver algum tempo (o que significa que o conteúdo é relevante) em detrimento daqueles em que a pessoa clica e volta logo ao Facebook (provavelmente porque o conteúdo não era relevante ou não estava ligado ao que anunciava). Esta funcionalidade é um bocadinho como funciona o próprio Google, dando mais relevância a sites que são mais visitados e nos quais nos demoramos mais cada vez que pesquisamos e entramos num deles.

Exemplo de post de click baiting

Exemplo de post de click baiting


Relativamente ao click baiting o facebook vai também ter em conta a relação de cliques em links com a interacção nos posts
, por exemplo, se um link é clicado várias vezes mas não tem “gostos”, “comentários” e/ou “partilhas” poderá significar que não é assim tão relevante e passa a ter menos prioridade no algoritmo do neswfedd.

Anúncios

25 anos da World Wide Web

 

Tim Berners-Lee criou a world wide web há 25 anosHá 25 anos Tim Berners-Lee inventou a world wide web, um vasto sistema de documentos interligados através de links na internet.

O cientista britânico tem hoje como mote “let the web serve humanity” e é responsável pelo World Wide Web Consortium (W3C), organismo que discute e aprova os standards para a web.

Tim Berners-Lee aproveitou a data comemorativa para apelar à luta dos cidadãos pela manutenção de uma World Wide Web “aberta e neutral”, através da aprovação de uma espécie de Constituição universal que salvaguarde os direitos de todos os utilizadores.

Este foi o documento original de Berners-Lee há 25 anos.

Endereços de IP – do IPv4 ao IPv6

Não, os “endereços da Net (não) acabam “dentro de semanas”” apesar de alguns meios de comunicação social o terem entendido assim e terem escrito notícias com estes títulos. O que está a acontecer, esclarece Vint Cerf (um dos fundadores da Internet, responsável pelo protocolo TCP/IP) é que o atual sistema de endereçamento por IP (IPv4) está a atingir a saturação e e a internet pode passar por um período algo instável com a mudança dos endereços para IPv6.

“O crescimento da internet chegou ao seu tamanho atual utilizando a versão 4 do esquema de endereçamento (IPv4), que permite cerca de 4,3 biliões de endereços. Um novo sistema de endereços com um limite muito maior já foi criado, o IPv6, mas o processo de alteração está a ser bastante lento”.

Vint Cerf afirma que em Janeiro de 2012 o IPv4 deverá atingir o limite e não será possível continuar a utilizá-lo. Assim, recorda às empresas e a todos os utilizadores que é necessário fazer a alteração para o IPv6. O que pode acontecer durante esta mudança é que “alguns links podem ficar instáveis, tornando os sites e serviços difíceis de encontrar.” No entanto, “esta mudança terá de acontecer ou a internet não poderá continuar a crescer”, indica Cerf.

Vint Cerf recorda ainda que as empresas não poderão crescer se não tiverem um endereço online que possa crescer e que a questão do switchover será exacerbada uma vez que os dois sistemas de endereçamento não são compatíveis. Assim, com o crescimento de endereços de internet convertidos para o IPv6, os que continuarem em IPv4 podem deixar de ser possíveis de encontrar. No entanto, salienta um dos fundadores da internet “a net não vai parar durante a mudança mas o acesso pode tornar-se irregular”. Vint Cerf acrescenta que esta instabilidade pode durar anos uma vez que até o gigante Google demorou três anos a fazer esta mudança.

“De momento, apenas 1% dos dados enviados pela internet está em pacote IPv6, indica Cerf, concluindo que a mudança para o sistema de endereçamento maior deverá, neste momento, ser uma prioridade global”.

Ler notícia completa da BBC: “Internet pioneer Vint Cerf warns over address changes”