Imagem

A velocidade do online

60seg

Anúncios

Facebook – Aquisições e algumas mudanças

Facebook chega ao Windos Phone e prepara-se para adquirir a Titan aerospaces

No Mobile World Congress em Barcelona, Marck Zuckerberg, criador e CEO do Facebook, realçou a sua aposta no projeto internet.org que consiste em levar a internet aos 2/3 da população que ainda não dispõem desta tecnologia.

Drones da Titan Aerospaces, empresa que vai ser adquirida pelo Facebook

Numa altura em que o Facebook messanger chega ao Windows Phone e depois da compra da aplicação WhatsApp, surgem agora notícias de que o Facebook irá adquirir a empresa Titan Aerospaces.

No seguimento do projeto internet.org mencionado acima, o objetivo desta nova aquisição será construir 11.000 drones para levar a internet a locais mais isolados. Estes drones podem voar a uma altitude acima dos 65.000 pés (cerca de 20 km) e têm uma avançada tecnologia solar que lhes permite manterem-se no ar cerca de 5 anos, dando-lhes a possibilidade de serem uma espécie de satélite de baixo custo e de garantir o acesso à internet nas zonas em que se encontram.

A Titan Aerospaces é uma empresa recente e os accionistas duvidavam se conseguiria vir a cumprir os drones que está a projetar.

Nova estrutura de anúncios

Facebook Ad levels

A estrutura de anúncios no Facebook mudou dia 4 de Março, passando agora a ter 3 níveis: 1º Campanha – 2º Ad Set – 3º Ad, o que permitirá uma melhor organização dos anúncios e um relatório de campanhas menos complicado. Por exemplo, podemos fazer uma campanha para levar visitas ao site – esta campanha, no novo formato, ficará: 1º Visitas ao site, 2º segmento para a campanha (podem ser vários e ter diferentes horários e budgets), 3º anúncios.

As campanhas actuais não serão afectadas, passarão apenas a ter um ad level com nome, por exemplo, Ad level 1.

Botões de call-to-action

Power Editor - Anúncios com botões call-to-action

O Facebook lançou ainda recentemente os botões call-to-action disponíveis apenas no Power Editor tanto para anúncios como para posts.

O Inside Facebook testou um dos novos botões de call-to-action disponíveis na publicidade do Facebook e não notou alterações significativas em relação a anúncios sem botões de call-to-action. Na verdade, os resultados por conversão nesta página foram bastante semelhantes aos que não tinham este tipo de botões.

Yahoo vai retirar login através do Facebook ou Google

A Yahoo vai acabar com a opção de entrar com a conta de Facebook ou Google nos seus serviços. A empresa vai passar, gradualmente, a pedir um username Yahoo.

O que capta a minha atenção #1

 

De trending a indiferenciado

O trending passa a indiferenciado quando se repete muitas vezes. Deixo um artigo de José Cerqueira, da Brandia Central, sobre o Naming do Bairro.

Facebook e Linkedin: mudançasRedes Sociais e Apps

Facebook simplificou a estrutura das campanhas de publicidade e o LinkedIn passou a ter a possibilidade de bloquear outros membros.

No seguimento da quebra do WhatsApp durante algumas horas, surgem artigos sobre alternativas, deixamos aqui as 10 apresentadas pelo Pplware.

Empresas de tecnologias

Evolução das empresas

Google quer vender smartphones modulares pelo equivalente a 35 euros, preço para a base do smarthphone onde os restantes elementos vão encaixar.

Encontrei também um gráfico interessante com os 15 anos de aquisições da Apple, Google, Yahoo, Amazon e Facebook.

Virus e Hacking

É importante ter muita atenção quando se navega em redes wi-fi uma vez que os virus podem propagar-se como uma gripe nestas redes.

Termino com a questão deste artigo: Why do companies keep getting hacked?“One reason is that security isn’t always a priority for developers in a rush to bring a product to market. Another reason is that humans are stupid.”

WhatsApp apresenta chamadas de voz

 

A aplicação mobile WhatsApp apresentou ontem a funcionalidade de chamadas de voz, no Mobile World Congress em Barcelona. A nova funcionalidade será lançada nos próximos meses.

whatsapp-down

Depois da sua aquisição pelo Facebook, a aplicação esteve em baixo durante algumas horas no dia 22 de Fevereiro, com as apps Telegram e Line a assumirem-se como alternativas, conseguindo um grande volume de registos enquanto o WhatsApp esteve em baixo.

A compra do WhatsApp

A aplicação WhatsApp foi comprada pelo Facebook por 19 mil milhões de dólares (+- 13.800.000€), divididos por 4 mil milhões em dinheiro, 12 em acções e outros 3 em acções para colaboradores ao longo dos próximos 3 anos. Será que a aplicação vale este valor? Para o Facebook sim.

Os responsáveis das duas empresas garantiram ainda que o WhatsApp irá manter-se autónomo e sem publicidade, beneficiando dos serviços, infraestruturas e suporte financeiro do Facebook.

Facebook

De uma rede social para um estúdio de produção  – o Facebook não mudou o mobile mas o mobile mudou o Facebook.

A importância do WhatsApp

messaging-international

O Facebook entrou em força no mercado do mobile com a compra do WhatsApp, depois de não ter conseguido adquirir o Snapchat.

O WhatsApp tem 450 milhões de utilizadores por mês e um milhão de novos assinantes por dia. 70% dos utilizadores da plataforma utilizam-na diariamente e a marca nunca gastou qualquer valor em Marketing. 

A aplicação estava a anos luz do Facebook na corrida do mobile e está ainda em países como a China, onde o Facebook é proibido. 

Curiosidades

Um dos criadores do WhatsApp, Brian Acton, foi rejeitado pelo Twitter e Facebook, depois de já ter trabalhado na Yahoo e Apple. Decidiu então juntar-se a um amigo e tentar o seu próprio negócio.

Algumas das convenções que o WhatsApp veio alterar.